José Paulo Jesus

Natural de Espinho, iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música desta cidade, concluindo aí o seu Curso Complementar de violino com o prof. José Luis Duarte. Prosseguiu os seus estudos na Escola Superior de Música do Porto na classe dos profs. A.Gaio Lima e Gerardo Ribeiro.

Como bolseiro da Secretaria de Estado da Cultura, ingressa na classe do prof. Gerardo Ribeiro na Northwestern University em Chicago (E.U.A.), obtendo o diploma de Mestrado com as mais altas classificações. A par desta formação, estudou pedagogia Suzuki com a profª Betty-Haag Kuhnke.

Alargou a sua formação através de masterclasses e aulas com destacados solistas, dos quais salienta os professores Sylvia Rosenberg, Evelio Tieles Ferrer, Max Rabinovich, Mark Mogilevsky, Maria de Macedo, Marc Johnson (Vermeer Quartet).

Manteve durante vários anos uma estreita ligação com a Academia de Música de Espinho, iniciando aí a sua carreira como docente, que posteriormente teve continuidade na Escola Profissional de Música de Espinho.

Em Setembro de 1995, e após realização de provas públicas, foi seleccionado para docente do Conservatório de Música do Porto, escola onde leccionou durante 10 anos, tendo formado vários alunos que viriam a prosseguir os seus estudos nas escolas superiores de música nacionais e internacionais.

Em 1996 ingressa na Orquestra Clássica do Porto, transitando posteriormente para a Orquestra Nacional do Porto, que actualmente tem a designação de Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Com este agrupamento tem a oportunidade de trabalhar regularmente com maestros de reconhecido mérito internacional, tais como Andris Nelsons, Takuo Yuasa, Joseph Swensen, Michail Jurowski e Christoph König.

Obteve o 2º prémio no Concurso Prémio Jovem Músicos e manteve desde jovem uma forte ligação à música de câmara, obtendo em 1990 o 1º prémio no Concurso Juventude Musical Portuguesa, na classe de Música de Câmara de nível superior. Foi durante mais de uma década membro do Quarteto Camões, agrupamento que manteve uma intensa atividade musical no norte do país.

Integrado na programação do Porto 2001-Capital Europeia da Cultura, executou o Octeto de Mendelssohn juntamente com os elementos do Quarteto Sugia (Gerardo Ribeiro, Zofia Woicika, Anabela Chaves e Paulo G. Lima).

Em 2004, integrou o corpo docente dos cursos de verão de Durango (EUA).

Os seus alunos são premiados regularmente com primeiros prémios em concursos nacionais e internacionais.